HomeAcessórios

Chapinha: Como escolher? Veja as nossas dicas!

Chapinha: Como escolher? Veja as nossas dicas!
Like Tweet Pin it Share Share Email

Não é novidade que os lisos estão cada vez mais na moda e a chapinha tem se tornado amiga número um das mulheres que querem sair com um visual liso e bonito. Na hora de escolher o tipo de chapinha que precisa, o importante é levar em consideração alguns detalhes que farão toda a diferença na finalização do seu penteado. Lembre-se que além de levar em consideração a largura dela e o tipo de fio que você tem, também é importante prestar atenção nas funcionalidades e no tratamento que ela oferece.

Chapinha, como escolher a largura ideal?

Em relação a largura as chapinhas mais largas são indicadas para quem tem cabelos mais longos e volumosos. Este tipo de chapinha conseguem pegar mais os fios e agilizam o processo de alisamento. Além disso, este tipo de chapinha também serve para fazer cabelos ondulados.

Já as chapinhas mais estreitas são indicadas para cabelos não tão longos e são ótimas para ajudar a fazer cachos definidos. Elas são ótimas para definir o penteado ou alisamento da franja também.

Chapinha, tecnologias diferentes!

È bom prestar atenção também à tecnologia que a chapinha oferece. Existe no mercado hoje uma infinidade de tipos de chapinhas e a escolha certa fará toda a diferença no seu penteado. Chapinhas com tecnologia de titanium emitem íons negativos e cauterizam o fio eliminando a eletricidade, este pipo de chapinha fecha a cutícula do cabelo e mantém a umidade e saúde dos fios. Já a chapinha com tecnologia safira tem uma superfície bem lisa e proporciona um deslize mais suave de menos atrito com os fios. Existem também as chapinhas com a tecnologia infravermelha que ativa as moléculas de água paradas no fio e elimina as toxinas que costumam deixar os fios pesados e sem brilho. As mais comuns são as chapinhas de cerâmica que diminuem o atrito com o cabelo e deslizam de forma mais suave. Este tipo de chapinha também é famosa por que mantém a temperatura por mais tempo e economiza a energia.

Por último citamos a chapinha de turmalina, que potencializam as funções adicionais de qualquer modelo. Por se tratar de um mineral que potencializa a ação dos íons negativos emitidos, a turmalina deixa os cabelos mais macios e brilhosos. O revestimento de turmalina faz com que os fios não sejam expostos diretamente ao alumínio e alguns tratamentos químicos profissionais não podem abrir mão deste tipo de revestimento.

Chapinha para cada tipo de cabelo

Tem que prestar atenção também ao tipo de cabelo para não errar na compra da chapinha. Se tem cabelos finos o melhor é uma chapinha fina, que deslize fácil e não aquece muito. Não demorar muito na hora de passar no cabelo separando o cabelo por mechas também é uma boa dica para não arrebentar o fio.

Já pra quem tem cabelos mais grossos o melhor é usar uma chapinha em temperatura de duzentos e vinte graus de preferência de cerâmica que mantém o calor por mais tempo. Neste tipo de cabelo é indicado comprar a chapinha mais larga para agilizar o alisamento e o tempo do processo.

Esperamos ter ajudado! Deixe o seu comentário se ainda ficou alguma dúvida!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Comments (0)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *